Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ronda (Silmar Bohrer)



Andei rondando a noite

assim ao léu, sem intentos,

só ouvi a voz dos ventos

ventanejando com açoite.


Barra do Saí
/////