Pesquisar este blog

quarta-feira, 16 de março de 2011

A bolsa de Joelma (Inocêncio de Melo Filho)



Aquietou-se no centro da mesa

E se transformou numa galinha

Para que as mãos curiosas

Não lhe sondem as entranhas.

/////