Pesquisar este blog

sábado, 12 de março de 2011

A paisagem prometida (Clauder Arcanjo)

Para Alfredo Pérez Alencart





Tentei-a em tons de ocre,


O tempo-pardo não a quis.


Pintei-a em laivos verdes,


A natureza, assim, não a bendiz.


Salpiquei-a, então, de aluvião de luz,


Mas, serena, a paisagem prometida...


Tão só na fina memória (gesta) reluz.


/////