Pesquisar este blog

domingo, 31 de julho de 2011

Los posesos de Manuel Olmo Aguirre (Nilto Maciel)



Prometi comentar todos os livros que comprei ou ganhei em julho de 2011. Não prometi resenha. Será quase uma notícia. Para dar início à série de breves anotações, escolhi o único volume vindo do exterior: Los posesos y otros relatos, de Manuel Olmo Aguirre. Mandou-o, de presente, o próprio Manuel. Trata-se de produto de El Paisaje Ediciones, Aranguren, Vizcaya, España, 2010. A obra está contida em 285 páginas, com índice no final, dividida em oito partes, num total de 22 relatos.

Na quarta capa vem uma fotografia dele, algumas informações e opiniões. O autor é natural de Granada, professor de Geografia e História e “escritor meticuloso y muy comprometido con la corrección idiomática”. O editor (deve ser o editor) não se deixa conter nos elogios ao escritor: “A esto une facetas, como las de pintor, dibujante y estudioso de la ciencia, desde la Cosmografia hasta la Metafísica, mostrándose muy atento por los avances y descubrimientos científicos.” As primeiras folhas estão tomadas por um “Aclarando” do próprio contista. Que assim se encerra: “En cuanto al estilo prosístico, frente a la dicotomia entre lo continuista y lo vanguardista, me quedo, a no dudar, con la tendencia conservadora, por preferir el prestigio avalado de los clásicos a las modernas innovaciones literarias, casi todas ellas de mal gusto y que en nada benefician al idioma.”

Confesso, não pude ler todo o calhamaço. Não por temer a língua espanhola ou o empenho do douto estudioso em se apegar às formas tradicionais de narrar, mas por preguiça mesmo. Aqui vai o meu “muito obrigado” ao professor pelo mimo.
/////