Pesquisar este blog

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Estudantes podem e devem ser poetas (Marco Aqueiva)


As palavras não fazem o homem compreender,
É preciso fazer-se homem para entender as palavras.
Herberto HELDER


Não somos aquilo que fizeram de nós,
mas o que fazemos com o que fizeram de nós.
Jean-Paul SARTRE

Poetas são pessoas que podem, ainda,
ver o mundo através dos olhos da criança.
Alphonse DAUDET

i

Todo ser humano que acende as luzes para ouvir o som correndo nas ruas avenidas praças atravessando montanhas e desertos. Todo ser humano que traz nos olhos ângulos lâminas tons afiados capazes de interrogar as tantas vozes do mundo. Todo ser humano que chega dando voz a todas as coisas dentro de camadas de névoa e escuridão.

ii


Os seres humanos são. Os seres humanos podem. Sejamos. Possamos. Os seres humanos são palavras por dentro e por fora. Os seres humanos podem engolir palavras por engano: estupidez erro medo rabo entre as pernas sapo no estômago. Os seres humanos são carne e sonhos vivos. Os seres humanos podem aguentar tristeza dores incômodos. Os seres humanos são homens aqui e agora. Os seres humanos podem papéis escolhas e o outro lado aqui e agora. Os seres humanos são expansões espasmos de dor e alegria. Os seres humanos podem corpo alma brilho pompa nudez. Os seres humanos são mãos braços pernas olhos nos olhos do outro. Os seres humanos podem gerar o outro na própria barriga.

Os seres humanos são. Os seres humanos podem. Os seres humanos são estudantes: Os seres humanos podem e devem ser poetas. Poetas no sentido original daqueles que podem (re)criar o saber. Porque existimos, somos por argumentos necessários e fortes dedicados à existência.

Porque somos dedicados à existência, as palavras não nos fazem compreender o que somos. Porque somos consubstanciados pelas palavras, sabemos pouco de silêncios, fundo de um quadro azul no ponto mais alto de uma montanha blindada pela carapaça ágil frágil de ventos contrários. Porquês não, só tergiversações, se erguem por si mesmos,

QUANDO O SOL BRILHA, AINDA QUE VIVAMENTE, À MEIA VIDA,
MEIA VIDA, VIDAMOS EM SOMBRAS...


PALAVRA SILÊNCIO EXISTÊNCIA
SEJAMOS, POSSAMOS.

/////