Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Esta noite de longa cauda (Clauder Arcanjo)



Esta noite de longa cauda
Este silêncio de ex-nauta
Este floreio com flauta
Este sorriso sem pauta
Esta morada de argonauta
Este sonho de noiva infausta...


Enfim, estas dores, tangidas
Como de um tudo, sem falta.
/////