Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Busca (Inocêncio de Melo Filho)




Caminho entre jazigos
Buscando amigos diletos
Vivos na memória.
O tempo passa
Apresso meus passos no campo-santo
Preciso rever todos os túmulos
Reler os epitáfios
Sentir as palavras nas pontas dos dedos
Chorar sobre elas
E seguir minha sina
Levando comigo lágrimas e saudades.
/////