Pesquisar este blog

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Retorno (Silmar Bohrer)

E cantaram mui contentes
quando viram minha chegada
os joões-de-barro presentes
ao coro da passarada.


O "bosco" andava solito
nestes tempos estivais,
volto, enxergo, me agito,
alguns verdes não vejo mais.


Chegou bem devagarinho
aqui na porta do rancho,
o sabiá cantador, passarinho,
cantando feliz e ancho.


Calendas vão sucedendo
nestes tempos que tais,
outros ares aparecendo
com as auroras outonais.


São momentos passageiros
que vamos todos vivendo,
buscando dias ordeiros
neste bom viver vincendo.

/////