Pesquisar este blog

sábado, 21 de julho de 2012

Posse (Inocêncio de Melo Filho)



Teus peitos
Fartos peitos
Encheram minha boca
Falaste que eram meus
Mas foste embora
E nem me deixaste
Os peitos que eram teus
Que por posse eram meus.

/////