Pesquisar este blog

domingo, 21 de outubro de 2012

Meu querer (Inocêncio de Melo Filho)










Para Carolina Ferraz
 
Eu quero minhas palavras na sua boca
Eu quero minha poesia na sua voz
Eu quero sua voz dançando junto ao vento da minha cidade
Eu quero vê-la andando de camisola pelo quarto
Pensando uma performance que materialize os meus poemas
Eu quero que todos a vejam com meus poemas nas mãos
Eu quero que todos se convençam de que sou poeta
E me deixem em paz. 


/////