Pesquisar este blog

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

O Homem Desoriental - II (Mariel Reis)



(Quadro de Pino Daeni)


Embora o trabalho e os dias
Encham meu espírito de tédio,
E o cansaço de toda a justiça
Perturbe aos meus ouvidos
Com o apelo inútil
De uma tormenta...

Eu repouso no sopro
Que cobre os lírios
Espalhados na sua face.

/////