Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Sobre águas (Pedro Du Bois)














Na água
fervente
ausente
resseco a terra
onde me instalo:

destruo no caminho
as margens e sobre
a linha
restante
resto
na água
gelada
da tormenta.

Na água restante
afogo pensamentos.


/////