Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Entre o lembrar e o esquecer (Hilda Mendonça)



 








De muitas pessoas já me esqueci
Outras tantas já me esqueceram
Muitas já me foram infiéis
Fui fiel a quem deveria ser

Vivi a vida e segui em frente
Enfrentei redemoinhos e calmarias
Muitos que me esqueceram
Eu não pude esquecer
Muitos que esqueci
Também não me esqueceram

E entre o esquecer e o lembrar
Sol e chuva calor e vento
solidão de deserto
minh’alma se aloja
à espera do temível ponto final.

/////