Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Inverno azul (Luiz Martins da Silva)



Dia de se ver o céu,
Inteiro, fita-de-enlace.

Espelho abissal irreflexo
De não guardar til que seja.

Bom revisitar agasalho
E, se mais houver, tenha abraços.

Dia a não medir transparências,
No esguio dos seres plasmados.

Azul assim desmedido
Encomenda aromas florais.

Sobre calçada de flores
Tapete em que o tempo resvala.


/////