Pesquisar este blog

sábado, 5 de outubro de 2013

Mote (Inocêncio de Melo Filho)





 







  

(O poeta e músico Pardal, em sua oficina, em Fortaleza)


Me ajuda, durante a vida
Me salva, depois da morte.
Paulo de Tarso Pardal

Põe um mote em minha boca
Ou uma oração que me salve
Se não tens um mote
Nem uma oração...
Vem com esse andar
Que só tu tens
Vem com esse sorriso
Que te transfigura
Que o mote se fará
Numa oração recitada
Pelos nossos lábios. 

/////