Pesquisar este blog

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

O homem desoriental – XVII (Mariel Reis)



 










Não se exaspere com a morte.
É apenas uma palavra
Cava dentro do peito
Repleta de sons agudos.
Não, não se intimide
Com o susto
Embora parte do meu rosto
Permaneça indecifrável
E repouse, nessa sala,
Sob o escuro.

/////