Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Dos ventos (Silmar Bohrer)



1
E ouçooventouivando
nas vacarias do mar,
vamos juntos silabando
uma cantiga em cismar.


2
A cadeira anda agitada
ao sabor dos bons ventinhos,
às vezes, em desabalada
ela dá alguns pulinhos.


3
Andam solapando os beirais
esses ventinhos noturnos,
lúgubres, quase soturnos,
gemem tristíssimos ais.

/////