Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Profundamente (Inocêncio de Melo Filho)

Coma-me morena

Não tenha pena

Submeta-me a qualquer posição

Há de aguentar o coração

Se ele enfartar

Não tenha remorsos

Pois morrerei feliz de tanto amar

E se verá a alegria até nos meus ossos.
/////