Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Anjo na rua (Astrid Cabral)




De que nuvem do céu
baixou o anjo ali
na esquina da rua?
Miragem? Milagre?
Em carne e osso
arregaça as asas

à véspera do voo.
Queda-se imóvel embora
o homem/sanduíche se agite

entre cartazes/fatias.
Que faz ali o anjo?
Amável surpresa
a sina da paciência
ensina perseverança.

Sob calor e mãos de tinta
sob suor e pele metal
espera e espera moedas.

E sorri ante o espanto
do menino deslumbrado:
Mamãe, olha o anjo!

/////