Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Com os olhos (Inocêncio de Melo Filho)




 








Quando a fala não fala
Nem o falo penetra
Tento comer bem
Com os olhos.

Ao tempo

O tempo passou
Levou meus sonhos e as mulheres nuas
Que me possuíam sem pudor
Deixou em mim noites intermináveis
Com pesadelos certeiros
E uma forte convicção da sua existência. 


/////