Pesquisar este blog

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer (Teresinka Pereira)














(15 de dezembro 2008 - 5 de dezembro 2012)


No sepulcro de Niemeyer
ponho o último arco-íris
de Brasília
e o delírio do brasileiro
cuja esperança o levou
para trabalhar na construção
da mega capital
com os braços febris
buscando edificar seus sonhos.
Também ponho o infinito
do espanto
frente à morte de quem
parecia eterno
e a incansável ilusão
do poder da arte
na armadilha da história.

/////