Pesquisar este blog

domingo, 12 de maio de 2013

Leitores mais contidos nos comentários (Nilto Maciel)


(Continuação)

 

De variadas idades e naturalidades, temos ainda estes leitores especiais e contidos nos comentários:

Ana Miranda (Fortaleza, 1951): “Sim, conheço Moreira Campos. Li dois livros dele, uma antologia de contos e Dizem que os cães veem coisas”.

Ângela Calou (Juazeiro do Norte, CE, 1988): “Sim, conheço Moreira Campos desde os tempos do colégio, quando em uma aula de literatura do primeiro ano do ensino médio, fizemos a leitura de Dizem que os cães veem coisas. Sim. Li A grande mosca no copo de leite”.

Badida Campos (nome artístico de Marisa Alcides Campos, filha de Moreira, radicada em Recife): “Rindo... Conheço sim e que saudade eu tenho dele, amigo!!! Li todos. Alguns possuem dedicatórias sonantes como esta: ‘Para a minha Badida, filha querida e sensível, com o amor e a grande ternura do Paizinho’".

Carlos Gildemar Pontes (Fortaleza, década de 60): “Conheci Moreira Campos, fui aluno dele no Curso de Letras da UFC, escrevi uma dissertação sobre ele e ensino Moreira Campos para os meus alunos e nas palestras sobre os contos dele. Li todos os livros dele”.

César Garcia (Fortaleza, 1938): “Sim, conheço. Já li algo na Internet. Também li A casa, de sua filha Natércia”.

Daniel Mazza Matos (cearense): “Minha resposta para as duas questões abaixo é: Sim”.

Felipe Barroso (Fortaleza, 1963): “Sim, conheço Moreira Campos e já li livros dele”.

Geraldo Jesuino (cearense): “Conheci pessoalmente e conheço-lhe a obra, de perto (graças a Deus)”.

Geraldo Lima (Planaltina, Goiás, 1959): “Li alguns contos dele. Fiquei sabendo mais da existência dele através do site que você e o Marcos criaram”.

Inocêncio de Melo Filho (cearense): “Grato por mais uma publicação. Quanto à pesquisa, topo, sim. Não conheci Moreira Campos, li Dizem que os cães veem coisas”.

Jéssica de Oliveira Dias (Fortaleza, 1996): “Sim. Não, mas conheço um muito famoso chamado Dizem que os cães veem coisas e pretendo lê-lo assim que possível”.

Joanice Sampaio (Fortaleza): “Sim. Infelizmente não li seus livros na íntegra, apenas textos publicados em provas ou em alguma outra publicação. Vale lembrar que vez ou outra a TV Assembleia exibe um documentário sobre ele. Muito emocionante”.

Jorge Pieiro (cearense radicado em Brasília): “Aí é covardia! Se é pra me gabar, conheci, fui amigo e li a obra completa. Mas isto de nada vale, se o resto do mundo, inculto e desgrenhado, desconhece o valor do grande contista cearense”.

Maurício Melo Júnior (Catende, Pernambuco, 1961, mora em Brasília): “Li, há muitos anos, um livro do Moreira Campos, mas já não lembro o título, creio que tinha alguma coisa a ver com o mar. E cheguei a conhecê-lo no Recife”.

Nilze Costa e Silva (Natal, 1950, em Fortaleza desde o ano seguinte): “Conheci pessoalmente. Já leu algum livro dele? Sim!”

Ranieri Basílio (Cariré, CE, 1987): “Respostas (1ª questão): Sim, conheço. (2ª questão): Não, somente alguns contos esparsos”. 

Ray Silveira (cearense): “Qualquer cearense alfabetizado (não precisa ser escritor) que desconheça Moreira Campos tem que voltar à Escola Primária”.

Ricardo Kelmer (Fortaleza, 1964): “Conheço Moreira Campos. Li o livro Dizem que os cães veem coisas (contos)”.

Regine Limaverde (Fortaleza): “Nilto, sou de Fortaleza do dia 14 de 3 e conheci o Moreira de casa. Ele jogava todos os sábados pôquer com o meu pai”.

Roberto Schmitt-Prym (mora em Porto Alegre): “Você conhece Moreira Campos? Grande contista cearense. Já leu algum livro dele? Contos escolhidos”.

Ronaldo Cagiano (Cataguases, MG, 1961): “Você conhece Moreira Campos? Sim, e nunca me esqueço de uma entrevista (sei onde li) em que ele disse, “cada conto que escrevo, morro um pouco”. Já leu algum livro dele? Sim, Dizem que os cães veem coisas”.

Rosângela Vieira Rocha (Inhapim, MG, 1953): “Conheço Moreira Campos apenas de nome. Nunca li Moreira Campos”.

Ruy Espinheira Filho (1942): “É claro que conheço o Moreira Campos. Já li vários livros dele, destacando Contos escolhidos (Antares/INL)”.

Salomão Sousa (Silvânia, Goiás, 1952): “Conheço a obra de Moreira Campos. Eu não iria me lembrar instantaneamente que ele é cearense. Mas em nossos tempos de Brasília eu li uma antologia de contos dele, que saiu numa coleção de uma antiga Editora: Antares”.

Simone Pessoa (Sobral, CE, 1963): “Sim, conheci Moreira Campos por meio do livro Dizem que os cães veem coisas. Ele me ganhou logo no primeiro conto, intitulado "Lama e folhas". Não sou o exemplo de memória, mas nunca esqueci "Lama e folhas". Infelizmente não tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente. Uma pena”.

Wilson Gorj (Aparecida, SP, 1977): “Sim, conheço. Alguns contos esparsos publicados em antologias, sim; livro ainda não”. 

 (Continua)

/////